Como o Tarô funciona… Tanto presencial como à distância (on-line)

Como o Tarô funciona… Tanto presencial como à distância (on-line)

As aberturas, tiragens ou consultas ao Tarô funcionam a partir de três princípios básicos. O primeiro é a sincronicidade, um conceito elaborado por Carl Gustav Jung onde trabalhou a ideia de conexões acausais, portanto eventos conectados por coincidência de significados e não por causa e efeito ou submetidos aos padrões de tempo e espaço. Utilizou-se de estudos do I Ching, o livro das mutações, um antigo oráculo chinês. Chamou este tipo de evento de sincronicidade e o utilizou para explicar uma confluência energética de significados entre o mundo onírico, inconsciente e atemporal, com a manifestação da existência consciente.

A sincronicidade

O Tarô se utiliza, portanto, da sincronicidade para acessar significados do inconsciente da Consulente, relacionados ao momento, ao tema ou à dúvida com a o qual está envolvida tanto mental quanto emocional ou energeticamente. Ao escolher às cegas, determinadas cartas das setenta e oito disponíveis, a Consulente tende a se aproximar dos significados que estão latentes em seu inconsciente. O papel do tarólogo será, tão somente, o de traduzir ou interpretar a rica simbologia arquetípica disponível nos arcanos do Tarô.

“Sincronicidade […] um só e mesmo significado (transcendente) pode manifestar-se simultaneamente na psique humana e na ordem de um acontecimento externo e independente.” Carl Jung.

A egrégora

O segundo princípio importante no contato com o Tarô é a formação de uma egrégora. Esta palavra do grego, significa velar ou vigiar. Pode ser denominada como a força energética ou espiritual formada a partir da soma de energia de duas ou mais consciências, fruto da congregação de pensamentos, sentimentos ou intenções. Não se trata de algo místico ou religioso, mas sim de cunho físico e energético. Quando acontece a ressonância entre duas ou mais pessoas, ou seja, uma mesma frequência, a egrégora está formada. Waldo Vieira, apresentou em suas pesquisas, que denominou Conscienciologia e Projeciologia, o conceito de pensene como um pensamento decorrente de um sentimento, o qual produz uma energia, moldada pela qualidade do pensamento que o concebeu. Um conjunto de pensenes forma uma bolha bioenergética maior, que ele deu o nome de holopensene, que poderá ser positivo, negativo, efêmero ou duradouro, dependendo somente da força resultante das emanações das pessoas que o formaram.

Assim acontece ao consultar o Tarô. Consulente e tarólogo, imbuídos da mesma intenção, com pensamentos e sentimentos convergentes, formam uma egrégora, que independe de tempo ou espaço, para que um ou outro escolham as cartas relacionadas ao tema, à pergunta ou ao momento vivido. Dessa forma independe se estão no mesmo lugar, o importante é que estejam energeticamente focados no mesmo tema.

“Pois onde se acham dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles.” Mateus 18:20

O amor

E finalmente o terceiro princípio, possivelmente, o mais importante, é o amor. Aquele amor que nutre a compaixão, a compreensão de que todos tem o direito de ser feliz. A compaixão, o elixir dos elixires, cura todos os males e expande todas as benesses, é a soma do amor incondicional, da empatia e da gratidão profunda por tudo e por todos. Ao interpretar o Tarô para outra pessoa este princípio é fundamental.

Portanto, se a consulta ao Tarô é presencial ou à distância (on-line) pouco importa. O importante é valer da honrada oportunidade da sincronicidade e estabelecer uma egrégora fundamentada no amor incondicional e na compaixão.

A egrégora amorosa do Tikun Tarô

Estabeleci desde o início dos anos noventa, uma maravilhosa e amorosa egrégora com os antigos mestres do ocultismo e do Tarô, tais como: Gebelin, Etteila, Lévi, Papus, Wirth, Guaita, Crowley, Peladan, Waite, entre outros. Preciosos aprendizados com Jung, Hellinger, E. Bach, além dos meus muitos e queridos mestres, entre eles, C. A. Pucca, V. Aché, T. Neves, A. Grossi, M. Shaffner, S. Tommasi. Assim fundamento o meu trabalho com profunda gratidão, amor e compaixão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.